Em Garanhuns, Governo do Estado e Iterpe contemplam trabalhadores e trabalhadoras rurais com títulos de acesso à terra

Os homens e mulheres do campo de todo o Estado seguem sendo beneficiados com títulos de acesso à terra pelo Governo do Estado, através do Iterpe.

Em mais uma agenda do Plano Retomada no Agreste Meridional, foi a vez dos trabalhadores e trabalhadoras rurais do município de Garanhuns receberem os documentos, gratuitos e registrados em cartório.

Os títulos foram entregues pelo governador Paulo Câmara e pelo presidente do Iterpe, Henrique Queiroz. Diversas autoridades estaduais e municipais estiverem presentes na solenidade.

Iterpe comemora 12 anos de existência com a marca de mais de 20 mil títulos de acesso à terra entregues a agricultores do Estado

O Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe) está comemorando 12 anos de existência alcançando uma importante marca: mais de 20 mil títulos de acesso à terra, gratuitos e com registro em cartório, entregues aos homens e mulheres do campo de todo o Estado, resgatando a dignidade e proporcionando segurança jurídica e social às famílias rurais.

Dos mais de 20 mil títulos, foram emitidos e entregues aproximadamente 15 mil títulos de propriedade/domínio (títulos definitivos), resultado do trabalho da área de regularização fundiária rural, e 5 mil títulos de Concessão de Direito Real de Uso (títulos com validade de 5 anos), da área de reordenamento agrário, voltados às famílias de agricultores que vivem em assentamentos do Estado.

Desde fevereiro de 2021, o órgão é comandado pelo presidente Henrique Queiroz, que tem trabalhado incansavelmente junto com sua equipe para ampliar o alcance da regularização fundiária em todo o Estado, conforme determinação do governador Paulo Câmara. Os resultados, conquistados através das articulações junto aos municípios, instituições parceiras e associações de agricultores familiares, trouxeram contribuições significativas na execução das ações de acesso à terra no Estado.

Através do Iterpe, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), o Estado também operacionaliza ações de aquisição de terra e investimentos produtivos, por meio do Programa Nacional de Crédito Fundiário – PNCF, com o objetivo de permitir que agricultores tenham acesso à terra por meio de crédito com juros baixos. Outra ação do órgão é a discussão de medidas que visam minimizar e solucionar os conflitos fundiários no Estado.